quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Um Curso em Milagres

Lição 1
“Nada do eu que eu vejo nessa sala [nesta rua, desta janela, neste lugar] significa algo”

Esta é a primeira aula das lições Um Curso em Milagres. Num primeiro momento, esta lição parece muito estranha e completamente imprecisa. Deve-se entender que as lições de Um Curso em Milagres foram previstas para serem feitas ao longo de um ano, uma por dia, durante o ano todo. A lição nº 1 está prevista para cortar o sistema antigo de ego negativo.As demais lições foram previstas para o sistema de Consciência de Cristo. Quero com isso dizer que nenhuma lição em sua inteira vida espiritual seja mais importante que aprender tudo sobre o sistema de pensamento de ego negativo e substituí-lo pelo sistema de Consciência Crística. Isso se deve ao fato de nossos pensamentos criarem a nossa realidade, sentimentos, emoções e comportamentos. Se nós não aprendermos a sermos corretos conosco mesmos, qualquer relacionamento em nossa vida, incluindo o relacionamento com DEUS e os Mestres ficará manchado e contaminado pelo ego negativo. Quero dizer aqui no início, de modo que não haja confusão com relação à semântica, que o que chamo de ego no Curso em Milagres significa ego negativo. Isso se deve ao fato de que a palavra ego é utilizada de diferentes formas pela sociedade e em diferentes grupos espirituais. Para que se evite confusão e que um número maior de leitores possa falar sobre o que estou relatando e não cair na armadilha da semântica, eu fui conduzido pelo Espírito, para utilizar este termo um pouco melhor definido pelas razões já mencionadas. Em Um curso em Milagres o ego negativo é chamado de ego. Ambos o termos significam exatamente a mesma coisa e um termo não é melhor que o outro. Devido ao meu treinamento como psicólogo e às confusões que percebi entre as pessoas neste assunto, fui guiado para clarear este termo.
Sendo assim, essa lição inicial é ensinar um profundo ensinamento. Ensinar quer dizer que nada que alguém veja significa algo. Essa lição nos ensina que o mundo é neutro e o significado que ele tem para nós deriva dos pensamentos que prolongamos ou projetamos nele. Nós não vemos simplesmente com os nossos olhos físicos; na realidade, nós vemos com a nossa mente. A maioria das pessoas pensa que coisas externas, pessoas ou acontecimentos levam-nas a pensar ou sentir o que devem fazer. Essa é a ilusão que o curso nos ensina. Essa lição inicial tem o objetivo de nos ajudar a quebrar o antigo sistema de “consciência de vítima” do ego negativo e nos mostrar que vida não é nada mais que estender e projetar nossos pensamentos para o mundo e tudo o que vemos são nossos próprios filmes."

http://www.netfenix.com.br/adonai/pagina.asp?p=45&i=0

3 comentários:

elisabete fialho disse...

Dolores, meus parabéns,grandes evoluções em teu caminho...
Se recordares meus textos, verás que à muito sigo essa filosofia
Estive a visitar a pag.do link que fizeste
Acabei por fazer um sorriso no canto da boca
Filosofia que desenvolvi e pratico...e sabes a melhor nem sabia que existia.
Por seguir esse pensamento que julgava ser meu, meus textos como muito bem tu percebeste são dialgos entre o eu fisico com a minha alma.a minha essencia
São conversas estranhas eu sei...mas é a forma que tenho de ouvir a minha voz.
Consegues perceber agora o que sempre leste dos meus escritos???
Agora ficou mais facil???
Que Luz, esteja contigo no teu crescimento e evoluçaõ

ANTONIO CAMBETA disse...

Estimada Amiga e ilustre Poetisa Dolores, não fiquei admirado com este seu belo artigo, pois ele contêm uma verdade pura, através dos ensinamentos budista aprendi algo sobre esta máteria, que fazem parte do nosso dia a dia, a sua lição é linda e bem útil para todos nós.
"O ego negativo e as forças das trevas espalham sedução e apegos, imensos complexos e ardilosos desafios em cada passo do Caminho. Cometer erros e cair nessas armadilhas é normal. A minha preocupação é evitar que as pessoas que buscam o seu Caminho, fiquem enredadas nas ciladas por longos períodos, ou mesmo vidas inteiras.”

Adorei ler, um abraço amigo

Haere Mai disse...

Ola Dolores! tenho o prazer de te comunicar que te atribui o prémio Dardos pelo valor que te reconheço, na escrita e na forma de estares contigo e com os outros.
Pela forma como vês O Outro e pelo Novo Olhar único que te reconheço.

Beijo azul...sempre!